Com um histórico de mais de duas décadas de atuação em prol da conservação dos mamíferos aquáticos e seus habitats, visando a sustentabilidade socioambiental, a Fundação desenvolveu e colaborou com projetos importantes, são eles: Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho; Projeto Biodiversidade Marinha (Biomar); Eco-Oficina Peixe-Boi & Cia; e Estudo da presença e potenciais efeitos patológicos de contaminantes nos peixes-bois marinhos. Também outras importantes ações já foram desenvolvidas, a exemplo do Projeto Recifes Costeiros e do Projeto Peixe-Boi Amazônico.

A  Fundação também entende que para a efetivação de suas ações é importante trabalhar no campo estratégico das articulações institucionais e das políticas públicas para a conservação. Neste sentido, atualmente a FMA é membro de cinco fóruns ambientais: o Conselho Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco (Consema), o Conselho Gestor da APA da Barra de Mamanguape, o Conselho Consultivo da APA Costa dos Corais, o Fórum Estadual de Mudanças Climáticas (PE) e a Rede de Encalhe de Mamíferos Aquáticos do Nordeste (Remane). A seguir, alguns destes projetos históricos para conhecimento:
 

  • Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho

Patrocínio: Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental e apoio do Governo Federal
Palavras-chave: Conservação do peixe-boi marinho; Pesquisa, Educação Ambiental; Inclusão Social; Desenvolivmento Comunitário; Ciência e Tecnologia.

O peixe-boi marinho (Trichechus manatus manatus) é considerado hoje o mamífero aquático mais ameaçado de extinção no Brasil.  Numa estratégia de conservação e pesquisa para evitar a extinção desta espécie na região Nordeste do Brasil, a Fundação Mamíferos Aquáticos elaborou o Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho. Este trabalho, desenvolvido a partir de referenciais de estratégias nacionais e internacionais para a conservação dos sirênios, apresenta ações inovadoras que vão além do desenvolvimento de pesquisa e tecnologia, contemplando, também, as esferas da educação ambiental, sustentabilidade, promoção da cidadania e inclusão social em áreas de ocorrência da espécie.

   
Foto: Luciano Candisani/Acervo FMA    Foto: Acervo FMA                            Foto: Acervo FMA                               Foto: Acervo FMA

 

  • Avistagem da Biota Marinha CENPES/PETROBRAS

Parceiro: CENPES/BR
Palavras-chave: Avistagem; Biota Marinha

As ações da Observação da Biota Marinha da Fundação Mamíferos Aquáticos, iniciou-se em 2013, por meio de uma parceria com Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguel de Mello da Petrobras –CENPES/ Petrobras, onde a FMA foi responsável pela execução das atividades de avistagem da biota marinha. Este monitoramento contemplou o Projeto de Pesquisa de Caracterização Regional da Petrobras (PCR), o qual foi desenvolvido nas regiões da Bacia de Sergipe e Sul de Alagoas – Projeto MARSEAL e na Bacia do Espírito Santo e Norte na Bacia de Campos -  Projeto AMBES.

   
Foto: Acervo FMA/ITP

 

  • Projeto Escola do MAR

Parceiro: Complexo Suape
Palavras-chave: Políticas Públicas; Pesca artesanal, Sustentabilidade

Este projeto teve como objetivo formular a política estadual e o plano de trabalho para a pesca artesanal litorânea no estado de Pernambuco, a FMA atuou neste projeto como facilitadora entre pescadores artesanais, colônias e associações de pesca da região, Secretarias do Governo do Estado e o Complexo Industrial Portuário SUAPE. A proposta gerada foi promover o fomento, a organização e valorização da pesca artesanal, alcançando, de forma sustentável, o desenvolvimento socioeconômico, cultural e profissional dos que exercem a atividade, das comunidades tradicionais, bem como a conservação e a recuperação dos ecossistemas aquáticos.

   
Fotos: Acervo FMA

 

  • Projeto Sou Fruto do Mar

Parceiro: SOS Mata Atlântica, por meio do Fundo Costa Atlântica
Palavras-chave: Mariscos; Mulheres Marisqueiras; Comunidades Tradicionais; Valorização; Pesca Artesanal

O Projeto “Sou Fruto do Mar: Construindo Novas Possibilidades” foi concebido pela Fundação Mamíferos Aquáticos para atender ao público de pescadores artesanais da comunidade da Barra de Mamanguape, localizada no litoral norte da Paraíba, município de Rio Tinto, promovendo a valorização de mulheres marisqueiras. O projeto contou com o apoio da Fundação SOS Mata Atlântica, por meio do Fundo Costa Atlântica.

   
Fotos: Acervo FMA  

 

  • Projeto Peixe-Boi da Amazônia

Parceiros: CMA/IBAMA, Eletronorte e MMA/FNMA
Palavras-chave: Peixe-boi-da-Amazônia

As ações para conservação do peixe-boi amazônico (Trichechus manatus manatus), teve início em 1993 viabilizadas pelo Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a então Fundação Mamíferos Marinhos, IBAMA e Eletronorte, que visava o apoio técnico para o desenvolvimento das atividades de pesquisa com o peixe-boi amazônico em cativeiro. Em 1997 definiu-se o Primeiro Plano de Ação estratégico para a conservação da espécie amazônica, baseado neste documento um novo termo de cooperação foi firmado envolvendo novos parceiros. Neste cenário a Fundação juntamente com o Centro Mamíferos Aquáticos/IBAMA ficaram responsáveis por realizar o diagnóstico do status de conservação e distribuição da espécie amazônica e campanhas de informação. Esta atividade teve início em 2000 com o apoio do Fundo Nacional de Meio Ambiente e seus resultados nortearam a estratégia conservacionista para o peixe-boi na região amazônica.

 

  • Projeto Implementação da Unidade de Resgate, Reabilitação e Soltura do Peixe-Boi Marinho

Parceiro: MMA/FNMA e IBAMA
Palavras-chave: Centro de Reabilitação, Unidade de Resgate, Reabilitação e Soltura

Este projeto teve como objetivo ampliar infra-estrutura da Unidade de Resgate  e Reabilitação do Centro Mamíferos Aquáticos, equipando e operando em melhores condições, aumentando a equipe técnica além de gerar maior agilidade e independência nos exames laboratoriais

 
  • Projeto “Peixe-boi: conhecer para proteger”

Parceiro: TAM
Palavras-chave: Turismo Sustentável; Turismo de Base Comunitária; Sustentabilidade; Conservação

Projeto “Peixe-boi: conhecer para proteger”, teve como objetivo sensibilizar e capacitar os diversos atores sociais de Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres evolvidos direta ou indiretamente na atividade de turismo para uma prática sustentável, de forma que fosse reduzido o impacto do turismo no ambiente natural, com destaque para os peixes-bois, os manguezais e as piscinas naturais; fosse valorizada a cultura e a comunidade local; e melhorasse a qualidade na prestação dos serviços turísticos, sendo internalizados e postos em prática os princípios do turismo sustentável.

   
Fotos: Acervo FMA  

 
  • Iniciativa de Manejo Integrado para o Sistema Recifal Costeiro entre Tamandaré-PE e Paripueira-AL

Financiador: BID
Palavras-chave: Projeto Recife Costeiros; Apa Costa dos Corais, BID

O objetivo desta cooperação técnica é estabelecer um programa para gestão costeira entre Tamandaré (PE) e Paripueira (AL) que responda às necessidades de pescadores e outros interessados. O objetivo a longo prazo é ajudar as comunidades rurais em aproximadamente 120 km de litoral a melhorar seu padrão de vida mediante a abertura de novas oportunidades econômicas possibilitadas pela gestão dos ecossistemas matinhos e costeiros e melhoria do planejamento municipal da utilização do solo.